segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

O que nossas convicções,tolas e imaturas veem é julgamento. É apenas um julgamento vago,sem argumento e sem nexo. E muitas vezes somos traídos por elas. Tudo isso porque sempre teimamos em ficar presos em nossas cascas, porque preferimos continuar como pérolas escondidas em nossas conchas,privando-nos de mostrar ao mundo todo brilho e talento. Somos prisioneiros de nós mesmos,encarcerados por nossas idéias que nunca saem do papel, por verdades mentirosas e pelo pré-julgamento que damos ao novo. Nunca se sabe o que há por trás daquela porta. Lhe falta coragem para abrí-la,suas mãos tremem e suas pernas travam,enquanto ali atrás poderia estar a grande virada da sua vida.  E apesar de ser consumido por toda a fraqueza,voce se julga o sábio,e continua abraçado com a vidinha de sempre, amanhã acordando e reclamando porque a vida não muda. Chega de tudo isso. Chega de viagens adiadas,de batalhas canceladas,de assistir a vida pela janela. Existe um herói e um fracassado dentro de voce. E voce decide qual desejas alimentar,qual desejas que cresça forte e faça uma revolução em sua vida. Não deixe se trair por suas próprias inverdades. Além desse mundinho de ilusão, existe um mundo imenso. Tá vendo essa estrada infinita? Ela só está esperando que voce saia aí da margem para poder lhe levar a lugares que voce nem sonhava que existia,a sonhos que voce nem sabia que sonhava. Ninguém disse que não há riscos,mas se não deres o primeiro passo,continuarás nessa eterna roda movida pela mesmice, escravo de um suor desnecessário,o carrasco de si mesmo.

(Rosana.C.Martins)

4 comentários:

  1. Puxa Rooh, eu estava precisando de ler algo assim! Obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Não me canso de dizer que é muito inspirador e motivacional passar pelo seu blog Rooh. Lindo, muito lindo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Preciso falar que amo teus textos?!

    :*

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto, Rooh! Realmente perdemos muitas oportunidades pelo medo do desconhecido, o medo de arriscar, na verdade, o medo do fracasso. Não arriscamos porque temos medo de que dê tudo errado, sim, pode dar muito errado, mas também pode dar muito certo, por isso temos que enfrentar e não adiar mais nenhuma batalha!
    Tá vendo essa estrada infinita? É só o horizonte esperando para te mostrar que existe coisas ainda mais belas do outro lado! Parabéns, Rooh! Você além de escrever bem, sabe como motivar as pessoas! ^^
    Beeijo, linda! ;*

    ResponderExcluir