segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Tão bom descobrir que ao longo dos anos, o amor só aumentou e se fortaleceu, e que para entender isso, é necessário tão pouco. Certas coisas, o tempo se fortalece e quando o amor não se esgota, é porque é sim, verdadeiro.


Construa para seu cotidiano, coisas boas, saudáveis e agradáveis. É no cotidiano que a vida acontece. Ame seu emprego, sua família, e suporte sim as pessoas, trocando o ódio pela paciencia e pelo amor. Estude com carinho, almoce com vontade, trabalhe com dedicação, abrace sua família, ame-a incondicionalmente. Faça do seu cotidiano, o melhor dos lugares e uma agradável situação que ocorre todos os dias. Continue firme na luta. Não fique esperando pelo sábado, pelas férias, pelo feriado, para ser feliz. Seja feliz todos os dias, não desperdice um dia sequer. Um dia voce vai perceber que o tempo para ser feliz é curto demais. Nunca reclame de sua realidade, em vez disso, concentre-se em suas forças e em sua fé, pois Aquele que é Maior, que é o nosso Bom Deus, prepara sua mesa todos os dias, e fica olhando suas lutas, sem jamais lhe abandonar. Por isso, aproveite as oportunidades que a vida lhe dá. Sinta-se feliz, e lembre-se que voce nasceu par vencer, e que a sua realidade atual, por mais dificil que esteja, irá passar e um dia voce olhará para trás e terá agradecido por tudo o que passou, e neste momento voce também verá o quanto cresceu, e sorrindo irá perceber que as conquistas de agora foram os sonhos de ontem.
Acordei e senti um alívio percorrer-me o corpo, como se estivesse despertado para uma realidade que há muito sonhara, e que de repente chegou. Obrigada, Pai, por essas oportunidades tão únicas de me revigorar.

férias,queridas!

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Liberdade: e nunca se ouviu palavra tão suprema.
- é engraçado como apostamos todas as nossas cartas em algum lance que envolve sentimento. Poxa,mas porque colocar coração nas coisas? Não podemos nos envolver tanto e nem nos apegar tanto, pois quando isso acontece, é como se estivéssemos frente a um precipício, sem saber o que irá acontecer. É um tanto perigoso, não?!
Me senti tão fria naquele calor todo. Talvez por tanta mágoa com seres alheios, que sinceramente, somos obrigados a aturar. Dava uma vontade de sair correndo para bem longe dessa gente toda, dessa rotina frenética, da mesmice permeando minha vida. Chega um momento em que a gente se cansa, e quando isso acontece, é porque chegamos ao nosso limite. Tenho andado tão explosiva e cheia, que se pudesse gritaria tudo o que sinto, só para esvaziar-me de tantas mágoas e chateações. Tenho pedido PACIÊNCIA, cada vez mais.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Tentando viver. Tentando e tentando. O que mais seria a vida senão uma sucessão de tentativas?!
Ele era suave, e naquele momento parecia a solução para todos os meus problemas, para minhas crises existenciais, para o tédio e para todo o resto. E eu o quis tanto, que chegava a doer.
Querendo ou não, a gente é assim mesmo. Se alimenta de esperanças sobre algo que não tem nenhuma chance de dar certo. Se alimenta de amores inexistentes e de palavras que não dizem nada. Somos assim. Criamos coisas nas nossas cabeças. Ilusões e mais ilusões, para fugir da realidade que nos quebra e que nos destrói pouco a pouco todos os dias.
# realmente, é bem isso, é exatamente isso.

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

e ao lado dele, TUDO era divertido. Embriaguez de amor, tão, mas tão bom *--*
E precisava mesmo era de noites mais quentes, corpo no corpo, amor e mais amor. Desestressar.
Sinceramente, acho que preciso mesmo é de um banho. Lavar-me de toda a sujeira desses últimos tempos, de toda aquela pressa, de todo aquele tédio, da falsidade e da poeira que atrapalhou-me o caminho. Limpo e renovado. Limpo, pronto para o que seja bom, e que não manche mais aquele quem realmente sou.
Não deixe que nada nem ninguém roube sua paz. Ela sim tem um valor puro e supremo.

;)

domingo, 10 de novembro de 2013

Desejo que as coisas não caiam na normalidade.
Existe um encanto nas coisas que não temos, e dói dizer que este mesmo encanto é quebrado quanto finalmente temos tal coisa.
Tudo isso porque as coisas acabam se tornando muito normais, se perdendo na penumbra da rotina. Tudo que é novo, tudo o que está longe, parece tão bonito. O ser humano se fatiga muito fácil, e continua sendo um insaciável caminhante. Que saibamos admirar tudo aquilo que temos, TODOS os dias, e dessa forma, perceber que somos sim, inteiramente felizes.

As conquistas de hoje foram os sonhos de ontem. #

quinta-feira, 7 de novembro de 2013


E voce acha mesmo que o amor tem regras?! Eu já acho que seja como um barco, que nos leva sem saber pra onde, e voce precisa apenas se permitir a tudo isso. Se planejado, o amor não tem graça. Até porque, se é amor, acontece, e isso basta.
Doce Novembro :)
Simplesmente, lindo esse filme!

Você só precisa sentir, apenas isso. Não importam as circunstâncias ou os rumos que nossas vidas tomaram. O que eu tenho é só o agora.
E era sim, uma verdade lamentável, saber que aqueles momentos durariam tão pouco e significariam toda uma vida.


:) aah, o amor!
Eu descrevo eu, mas talvez eu descreva aqui também, milhares de pessoas.#
E eram dias de lutas árduas, em que eu eu pensava que não aguentaria mais. Onde somente o sono amenizava a imensidão daquilo tudo. E só eu sabia, e só eu e Deus sabíamos. E com todas as minhas forças, só me restava à noite uma prece.

é, tem horas que a gente pensa que não vai aguentar, mas creio que um dia, certas coisas tão aparentemente insolúveis, se resolvam. Muitas vezes, ou em todas as vezes, precisamos de um ponto de paz, em meio à guerra.
Seus olhos se voltaram para o livro mais velho da estante, exibindo páginas amareladas e um tempo que já se passou. Mas ele ainda era o preferido. O que é verdadeiro, MESMO, nunca, jamais perde seu valor. Ainda que seja esquecido na estante, ainda que o tempo deteriore, que as páginas amarelem.

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Simplesmente sorriu. Sorriu e seguiu. Pois assim era a Lei. E a vida não para, e mais uma célula morre, e mais um aniversário chega, e mais um domingo se finda, e mais um ano se vai. E a vida passa tão rápido que seria até engraçado se não fosse tão trágico.
E bebeu um último gole, observando o copo ficar vazio. Mais vazio estava aquele coração. Quebrou o copo entre os dedos. Mais quebrado estava o seu coração. E queria embriagar o coração numa impossibilidade covarde. Because, Love?
Tão cansada, parece que nasci há séculos...
argh#

domingo, 3 de novembro de 2013


Simplesmente via doçura na maioria das coisas, e era tão bom, mas tão bom. Se tem algo pelo qual me derreto nessa vida, é ao me deparar com qualquer situação de doçura. O que é doce, não me enjoa. O que me enjoa mesmo é o tédio, é a falta de sabor.
A vida precisa de alguém que ria dela, que ria até a barriga doer. De choro e lamento, o mundo já está tão farto. Poxa, precisamos rir mais das situações. Um apelo ao desapego do desespero, dos lamentos, das lágrimas, do medo e da melancolia. Tem sido necessário acolher a felicidade. Incrível como aquilo que o ser humano sonha, sempre está tão inatingível. Felicidade é sonho realizado. E um sorriso, ah, um sorriso, não custa nada e vale tudo!
SMILE# Please, more smile!
Percebi que amadurecer, é sair de um imenso casulo, deixando de lado tudo o que nos aprisiona e rouba a paz. Amadurecer, enfim, é estar em paz, mesmo com todas as lutas e obrigações que a vida nos impõe.
Eu senti o mundo girando, e muitas coisas indo embora, dando lugar para outras, e foi dessa forma que percebi que a vida é uma roda, correndo acelerada a uns duzentos por hora. Somos o resultado das mudanças, e nunca nada estará do mesmo jeito. Viver é um filme inédito, sem oportunidade para qualquer replay. PORTANTO, aproveite.
Naquele momento, eu só pedia paciência para suportar as pessoas, pois enfim, por dentro eu queria me explodir perante elas, mas por fora, era obrigada a manter um sorrisinho que só eu sabia, o quanto era falso. Hipocrisia, era a palavra da vez, e eu cuspia no chão, enojada verdadeiramente por toda aquela situação.

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Tínhamos vontade um do outro. Aquela presença ao lado transformava qualquer tempestade em brisa leve. Ele me fazia bem, e como fazia. Tudo que fazíamos, se transformava em momentos felizes, daqueles bem raros, fosse um sorvete na praça ou uma viagem a Nova York. O amor talvez seja a felicidade mais genuína que por vezes desponta em nossa vida. Cabe a nós, valoriza-lo e vive-lo.



Digo e repito, o mar foi a coisa mais linda que já encontrei nesse mundo. Na realidade, ele é uma mistura de céu, frescor, força e plenitude.
Eu vi o mar tarde, mas nunca será tarde pra vê-lo.
E desejo a todos os viventes, que antes de morrer, conheçam o mar.
Não faça planos. Em vez disso, garimpe o hoje. Aliás, o hoje é a única coisa que temos em mãos. Não faça planos, na verdade, os planos na maioria das vezes caem em meio ao vão, já que o amanhã traz com ele aquilo que ainda não vemos e que é impossível de tecer algo a respeito. Apenas queira o melhor, e se prepare para o que vier. Abra mente, corpo, alma e coração. Não seja movido a expectativas, pois são elas as geradoras das maiores decepções. Seja movido pela positividade e fé de que tudo vai dar certo à sua maneira, nas circunstâncias perfeitas que o amanhã trouxer. E o amanhã nos espera discreto, de braços abertos. E o hoje é o amanhã do ontem. E o hoje, por enquanto, é tudo o que temos.

terça-feira, 28 de maio de 2013

Viaje. Sempre que possível, queira a fuga da rotina. É tão bom e surreal. É tão bom estar aonde nunca estivemos. Atravesse. Permita. Busque. É vital, e um dia a gente entende isso.
Discretamente olhei ao redor e pensei: Não acredito que estou aqui! Cara, era a melhor sensação do mundo!
 E quem um dia irá dizer que não existe razão nas coisas feitas pelo coração?

segunda-feira, 27 de maio de 2013

' Não consigo olhar no fundo dos seus olhos
E enxergar as coisas que me deixam no ar, me deixam no ar
As várias fases, estações que me levam com o vento
E o pensamento bem devagar

Outra vez, eu tive que fugir
Eu tive que correr, pra não me entregar
As loucuras que me levam até você
Me fazem esquecer, que eu não posso chorar

Olhe bem no fundo dos meus olhos
E sinta a emoção que nascerá quando você me olhar
O universo conspira a nosso favor
A conseqüência do destino é o amor, pra sempre vou te amar

Mas talvez, você não entenda
Essa coisa de fazer o mundo acreditar
Que meu amor, não será passageiro
Te amarei de janeiro a janeiro
Até o mundo acabar [...] '


( De janeiro a janeiro- Nando Reis)

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Que tal abrir a porta do dia...
 Entrar sem pedir licença
Sem parar pra pensar
Pensar em nada...
Legal ficar sorrindo à toa, toa
Sorrir pra qualquer pessoa
Andar sem rumo na rua
Pra viver e pra ver
Não é preciso muito
Atenção, a lição
Está em cada gesto
Tá no mar, tá no ar
No brilho dos seus olhos
Eu não quero tudo de uma vez
Eu só tenho um simples desejo
Hoje eu só quero que o dia termine bem
Gosto dessas pessoas levinhas, que quando chegam, já roubam um sorriso, esteja o dia carrancudo ou não. Normalmente, elas iluminam o lugar onde chegam, nos preenchem com o que faltava e nem sabíamos. São prestativas, humildes e tem pureza no coração. Na maioria das vezes, são elas que fazem do mundo um lugar melhor.
O HOJE é uma pérola que acabou de sair de sua concha. Cabe a nós, usa-la ou devolve-la.
Depois de um tempo, eu aprendi que amores surgem de onde nunca, mas nunca se imaginou, e que quando amamos, ou outro vive em nós de uma maneira que nunca queremos que tenha um fim. Aprendi que a presença do outro faz as horas voarem, mas em compensação faz essas horas serem lembradas pelo resto da vida talvez. Amor mexe com memória, alma e coração, e nos toca como nada do mundo é capaz de fazer igual. E voce vai sentir saudades, e vai querer muito, e vai correr atrás talvez, e vai perder noites de sono, mas vai amar. E se for pra ser seu, independente das circunstancias, será. E será amor, e será a melhor fase da vida.

( A cena acima é do filme "Doce Novembro", que sem mais comentários, é lindo.)
Sabe, fico mais carente no inverno. Parece que tudo já está tão frio, que um coração frio e sem graça não tem graça nenhuma. Até porque inverno é aconchego, é corpo no corpo, são braços enlaçados, é amor que esquenta, que te pega de jeito e quer mais perto e mais perto, até não houver distância alguma. Porque é debaixo dos cobertores que acontece tudo e uma noite vira uma vida. Porque é no inverno que queremos alguém perto, seja para aquecer nosso corpo ou coração.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Vontade, quando é demais, salta pelos olhos, rouba a razão, escraviza a emoção. Vontade, quando é demais, nos faz fazer coisas que jamais poderíamos sequer pensar em faze-las. Vontade, quando é demais, enloquece. Vontade, quando é demais, quando é satisfeita, nos faz tocar um pedacinho do céu.
LUTE, ainda que voce tenha que usar as mínimas forças que lhe restam. Perceba que voce merece sim, o melhor. Não se contente com metades. Metades apenas expandem o nosso vazio. Ultimamente tenho me preocupado somente com as inteirezas da vida, quanto ao resto, quanto às migalhas, deixo-as lá atrás. Lute, ainda que voce tenha que abandonar o conforto ou suar a camisa. Não existe glória sem luta. Nada cai do céu. Se queres algo, seja o primeiro a dar o primeiro passo e mantenha-se forte o bastante para suportar as tempestades que vierem, e mesmo assim prosseguir. Busque o foco, não tire os olhos dele, e nada será capaz de lhe deter.A palavra é: FOCO.
Não envolva coração. Por mais delicioso que pareça, por mais irresístivel que seja, por mais fantasioso que o momento se aparente. Só coloque as cartas na mesa(ou melhor, coração na mesa), quando o do outro ali já estiver. Sofremos porque envolvemos sentimentos demais. Portanto, menos sentimentalismo, mais pés no chão, bem mais pés no chão. Frieza?! É, talvez até seja, mas amanhã quando acordar, continuarei a mesma, sem rímel borrado, sem coração despedaçado, sem noites sem dormir. Linda e inteira. Precisamos bastar a nós mesmos, colocar a nossa felicidade na mão de um outro alguém é arriscado demais.
Eu me encontrava em um estado crítico de carência, que na realidade, quando não sanado, torna-se perigoso demais, pois apaixona-se enfim, por qualquer gentil e charmoso mocinho ou bandido que atravesse as esquinas da nossa vida.
Eu prometi a mim mesma que não iria doer. Que seria só diversão, que seria só aquela noite para matar aquela vontade louca e fim. Eu prometi que não envolveria coração, que seria só mais uma aventura para contar na minha história. Mas o que eu mal sabia, é que o coração engana a gente, é maior que a nossa razão, se faz de bobo para acordar no dia seguinte, acelerado, ansioso por uma mensagem de saudades no celular. E aí já é bem tarde, quando ele entra na história, é impossivel não doer, é impossível não querer, e naquele momento a gente quer aquela noite por uma vida inteira. E pode crer que a gente sofre. Mas pode crer que qualquer ligação inesperada faz a vida vibrar. Apesar de todo sofrimento, ansiedade, agonia, saudade, luta, existe coisa melhor do que se apaixonar?!
E com tantos homens no mundo, o mais perfeito chega de uma maneira torta, mas em compensação abalou as estruturas do coração dela, que só de pensar nele, estremecia. Em contraponto, ele era proibido proporcionalmente à sua perfeição. Antes de saber disso, ela chorou tanto, e no fundo, sabia, e no fundo era a vida dizendo: Tarde demais..
 Ela estava dando a cara para bater, e isto poderia lhe custar sua reputação ou até mesmo sua vida. E ele era a fruta madura no topo daquela árvore imensa. E agora?!

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Era como se ela pudesse fazer que aquele celular tivesse por aquele momento, vida própria. Ela daria tudo por uma chamada, depois daquelas várias mensagens sem resposta, depois daquelas várias noites querendo, anseando, sangrando, e tudo continuar no mais absoluto silêncio. E ela o queria. E ela não sabia como estava a vida dele além daquilo tudo. E sabe quando uma simples chamada no celular seria capaz de salvar uma vida?! Era assim, exatamente assim que ela se sentia.
E hoje eu desisti. Foi difícil e quase que insuportável dizer para mim que tudo o que eu pensei nesses últimos tempos, não passavam de retalhos velhos que tentavam remendar meu coração cansado. E não era disso que eu precisava, mas era isso o que eu mais queria, e era isso que me fazia mal, que me trazia aquelas falsas e deliciosas expectativas que sempre acabavam em dor. E chega das coisas acabarem em dor, em lágrima, em noites mal dormidas, em coração acelerado, em planos desfeitos. A maior vítima sempre sou eu. Eu cansei, já que meu coração não entra em acordo com meu cérebro, com a razão(com a luz da razão), coloco-o agora em quarentena, isolado de todo o resto, distante de qualquer coisa que o faça acelerar. Simplesmente cansei. Acabou, e essa vontade um dia passa.

domingo, 19 de maio de 2013



Ele poderia estar em qualquer outro lugar do mundo, com qualquer outra garota, com planos completamente diferentes, com um futuro bem longe de você. Mas não, a vida quis que ele estivesse contigo. E se você perceber, ele tem feito o possível pra te ver feliz. Percebi que somos nós que começamos a matar o amor, com reclamações, ideias de decepções, manchando a visão do outro que está conosco, dizendo que ele já não nos faz mais feliz ou que não corresponde às nossas expectativas. Talvez as nossas expectativas sejam tolas demais, talvez o muito que ele faz, não seja o bastante pra esse nosso coração descontente que quer sempre mais, que quer o difícil, que nos entorpece. Mas ao olhar pra dentro de você, e enxergar tudo que ele fez de bom ao longo desses anos que você estão juntos, você verá o quanto ele é insubstituível e nenhuma paixãozinha de fim de semana, o teria levado tão longe. Amor é isso, é futuro, é compromisso sincero, é amar ao outro, sem mentiras ou dúvidas. É saber reconhecer o espaço que o outro ocupa em nossa vida. E se tudo isso não acontece, um dia acaba, porque não era verdadeiro, e se não é verdadeiro, nunca foi amor, e se não for amor, não vale a pena insistir ou continuar empurrando com a barriga, fingindo sentimento, tesão ou qualquer outro disfarce que camufle a realidade insuportável que estejas vivendo. Em uma sociedade onde relações tem prazo de validade, o amor perdeu a essência. E eu sinto muito por isso, e o que eu desejo para cada vivente, é amor que perdure, que transforme, procrie e dure por toda a vida.

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Anseando, enlouquecendo, perdendo a cabeça, perdendo o sono. Me perdendo. Só me vem voce no pensamento. E agora, nesse quarto vazio, me agarro a qualquer mísera lembrança. E simplesmente te quero com todas as mínimas forças que ainda me restam. Quisera ter voce comigo, sentir voce tão perto, e já era o bastante pra me sentir viva. E a vida vai continuando assim, incompleta, experimental, esperando que um dia nossas condições se ajeitem, sem ferir ninguém, de forma a se encaixar como peças chaves que sempre faltaram em nossas vidas, em nossos caminhos que enfim, encontraram alguma forma de se cruzarem.
Eu tinha medo de não viver, de estar perdendo as coisas boas que a vida possivelmente oferece. Mas, hoje sei que há tempo para todas as coisas, e que de alguma forma não perdemos o tempo quando essas determinadas coisas tem que acontecer, porque elas simplesmente acontecem, independentemente de onde estivermos. Aquilo que tem que acontecer mesmo, nos alcança de uma maneira que sequer imaginamos. A vida nunca está parada, ela está em constante movimento, e o que tem que chegar, chega. Nós é que somos impacientes e desesperados demais.
Querer e não poder. Medo de tentar, e essa ferida ser tocada e doer ainda mais. E tudo continua inerte, e tudo continua somente na vontade. E se ?
Nesses dias vazios, lhe queria hoje como jamais quis algo nesses tempos, mais que um cobertor ou um chocolate quente. Meu coração só quer voce, e não há nada a fazer a não ser esperar o tempo passar.

Mas eu tava te esperando, só que nesse tempo apareceu alguém.

quarta-feira, 15 de maio de 2013

 ' Quando eu quis me aproximar
Você fingiu que não me via
Quando eu fui me declarar
Você fugiu para outra esquina
E quando eu quis parar você
E quando eu fui te convencer...
Quando a minha mão firmou
Você sorriu... eu trepidava
Quando o furacão passou
A tua boca é que ventava
Se eu parasse o tempo ali
E eu não tivesse mais que ir
Você me acompanhava
E me daria a mão?
Na sua calmaria
Eu ia ser vulcão...
E quando o sol se for
E o frio me tocar
É com você que eu vou estar[...]'



essa música é tão, tão, tão *------*
 Felicidade está nas coisas à toa, nós é que a idealizamos demais, como algo inatingível, inalcançavel, distante. Caramba, na maioria das vezes a felicidade está tão perto e nos mantemos com uma venda brega nos olhos, sonhando com o dia de amanhã. Aí os anos passam, você abre o album de fotografias, olha pra trás e lamenta que era tão feliz e não sabia. Acorde enquanto é tempo, saiba reconhecer e mais do que nunca, valorizar qualquer vestígio de felicidade no caminho. Ela não mora naquele castelo distante no alto da montanha, que voce teima em ficar sonhando. Ela mora tão perto, faz graça pra voce, lhe rouba o olhar, e voce nem desconfia disso. E lá vem os velhos e mentirosos clichês: "Quando me formar na faculdade, serei feliz." " Quando comprar minha casa, meu carro, serei feliz."  "Quando tiver dinheiro, serei feliz." " Quando estiver com meu amor do lado, serei feliz."[...] E assim a vida vai passando... As oportunidades verdadeiras de captar a felicidade do hoje, se esgotam, se cansam de nós mesmos. Há uma urgência em ser feliz hoje, que poucos se dão conta. E é dessa exata forma que muitas pessoas se julgam infelizes, justamente por não saberem que a felicidade está tão perto, tão colada, tão disponível.
Digo e repito, a pegada faz sim, toda a diferença. Existem tempos que você não está precisando de amor, e nessa autosuficiência, o que completaria mesmo um vazio que por vez dá as caras, seria aquela pegada. E ao que eu me lembre, nessa vida foram poucos que tinham essa pegada. Mas qualquer pessoa, comprometida ou não, se recorda e lembra, com um sorriso silencioso e safado, daqueles que um dia, a pegaram de jeito, trazendo o céu com um simples toque de dedos.
Nunca nessa minha existência, eu tinha olhado pra alguém aparentemente comum e o quis  tanto. Eu já não podia vê-lo, nem ouvi-lo e nem prestar atenção naquele jeito de homem que ele mantinha, aqueles olhos que muito já viram na vida, mas que traziam algo de um menino travesso. Me encantei de uma forma tão inexplicável, que em minhas preces à noite, no silêncio da minha carência, pedia ele com todas as forças do meu coração. E juro, essa força tomou conta de mim. Ele não era comum, ele tinha algo de tão especial escondido ali, que meu coração curioso e bandido não se deteve.
 O amor é um louco, tentando manter o equilíbrio entre corpo e alma. Entra sem pedir licença, surge do inesperado, nos faz implorar por qualquer migalha de carinho. Amor anseia por futuro, anseia pela promessa de um futuro juntos. Amor acaba com a gente, rouba a sanidade, mas em compensação, traz uma felicidade que faz cócegas na alma.
Sentir a falta de quem não vem, talvez seja o pior dos sentimentos. É como gritar em um bosque vazio e saber que ninguém o ouvirá. Tenho tentado me desapegar daquilo que me pegou de jeito e me deixou aqui, nesse canto, sozinha, implorando, sonhando e pedindo por mais uma vez.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Ainda que o tempo atropele algumas coisas, sei que dentro de mim, o que é bom aprimora, o que é necessário torna-se essencial, o que é raro, tranca-se em sete chaves, o que já não é importa é levado pelo vento. As coisas mais leves ficam, o que pesa nas costas, é abandonado no meio do caminho. E é esta a regra. E mesmo que o tempo traga-me rugas, reflita no espelho uma imagem desagradável, jogue-me nas areias, lama ou dilacere meu corpo depois das mais diversificadas situações, sei que meu interior rejuvenesce e acumula a sabedoria proveniente do erros que só o tempo poderia causar. Se pensarmos bem, a vida é como o vinho, quanto mais velho, melhor. Que saibamos reconhecer essa beleza discreta e tão esplenderosa, contemplando a imensidão que o tempo traz com ele, e que muito ao contrário do que se pensa, nos faz bem.